Pedido

BOAS LEITURAS!!!

sábado, 31 de dezembro de 2011

BALANÇO DE LEITURAS 2011

Apesar da escola não me ter disponibilizado tanto tempo para leituras como gostaria, acho que nem foi um ano muito mau conseguindo chegar a uma centena.
Diversas foram as obras que gostei de ler, mas algumas foram especiais e deram-me a possibilidade de alcançar diversos estádios.

Aqui vai o meu top das obras que li em 2011:
 
“Quando Julie Roberts herda a chave de um cofre em Siena, Itália, dizem-lhe que ela conduzi-la-á a um tesouro de família. A jovem lança-se numa jornada tortuosa e perigosa, mergulhando na história da sua antepassada Julieta, cujo amor lendário por um jovem chamado Romeu abanou os alicerces da Siena medieval.
À medida que Julie se cruza com os descendentes das famílias envolvidas no inesquecível conflito familiar de Shakespeare, começa a perceber que a conhecida maldição – «Malditas sejam as vossas casas!» – continua actual e que ela é o alvo seguinte. Parece que a única pessoa capaz de salvar Julie é Romeu – mas onde estará ele?”


“Um deus nasceu há onze mil anos. Amaldiçoado num corpo humano, Acheron teve uma vida de sofrimento.
A sua morte humana originou um horror indescritível que quase destruiu a Terra. Trazido de volta contra a sua vontade, tornou-se o único defensor da humanidade. Só que não foi assim tão simples…
Durante séculos, lutou pela nossa sobrevivência e escondeu um passado que não desejava revelar. Agora, tanto a sua sobrevivência, como a nossa, dependem da única mulher que o ameaça. Os velhos inimigos estão a despertar e a unir-se para matá-los – aos dois”


“A Provença é tudo o que Franny imaginou, mas nada do que ela esperava. Há perigosos segredos de família enterrados na paisagem linda e exuberante, e alguém que fará tudo para impedir Franny de descobri-los. Jake Bronson é um americano com ligações à família Marten, e parece saber mais do que está a dizer. É o homem mais intrigante e atraente que Franny já conheceu, mas há correntes traiçoeiras que o rodeiam. E no centro de tudo está a matriarca, Rafaella Marten, uma mulher com segredos que remontam há décadas. Os dois filhos causaram-lhe tanto sofrimento como alegria, mas Franny pode vir a ser a chave para reunir a família Marten – e fazer desaparecer as sombras, escândalos e a rivalidade de uma dinastia. Evocando as descrições exuberantes da Provença, Elizabeth Adler transporta-nos até um lugar verdadeiramente mágico”

"Na vibrante e misteriosa Nova Iorque do séc. XXI, a tenente Eve Dallas já sobreviveu a criminosos de todos os tipos, de meros ladrões a verdadeiros psicopatas. Mas desta vez é um bombista que está a ameaçar a sua cidade. Com a ajuda do seu marido, o magnata Roarke, Eve terá de enfrentar um enigmático grupo terrorista de nome Cassandra.
Sem objetivos claros, o grupo lança um rasto implacável de morte e ruína no mundo de Eve, e quando a sua teia de terror atinge aquelas pessoas mais próximas de si, Eve é forçada a ripostar. Afinal, esta é a sua cidade e o seu trabalho é defendê-la... mesmo quando, para isso, tem de arriscar a própria vida"


"Cassandra Willows fez nome como uma das mais procuradas costureiras de Londres e como criadora de «brinquedos» íntimos muito apreciados nos quartos das damas e dos cavalheiros da elite. Mas o seu êxito não pode aliviar a culpa e a dor devido a uma traição devastadora. Nathan Manning, conde de Blackhearth, nunca irá perdoar à bela Cassandra tê-lo abandonado sem uma palavra no dia em que iam fugir. Agora está de volta a Londres e desejoso de vingança. Munido de memórias escandalosas e provocantes, o belo e vingativo conde chantageia a sua ex-amante, forçando-a a um romance ilícito... e reacende o fogo ardente que antes consumira ambos. Mas ao perderem-se no êxtase erótico renascido, Nathan e Cassandra estão a tentar a sorte - ficando vulneráveis a um passado que ainda ameaça destruir as suas vidas e a sua paixão à mercê de segredos sombrios e tácitos que são chocantemente, perigosamente tabu"

“Since she was a little girl, Emmaline Grant hás always loved romance. So it’s really no surprise that she has found her calling as a wedding florist. Emmaline gets to play with flowers every day and work with her three best friends – Mackenzie, Parker and Laurel – in the process. She couldn’t ask for a better job.
Slim and sultry, Emma brings colour into every room she enters, just like the arrangements she creates. But though men swarm around her, she still hasn’t found Mr Right. And the last place she’s looking is right under her nose.
But that’s just where Jack Cooke is. He’s been best friends with Parker’s brother for years, which makes him practically family. But the architect has begun to admit to himself that his feelings for Emma have developed into much more than friendship. And when Emma returns his passion – kiss for blistering kiss – things start to get complicated at Vows.
Jack has never been big on commitment; Emma yearns for a lifelong love affair. If the two are to find common ground, they must trust in their history and in their hearts”


“Childhood friends Mackenzie, Parker, Laurel and Emmaline have formed a very successful wedding-planning business together but, despite helping thousands of happy couples organize the biggest day of their lives, all four women have been unlucky in love.
Chef Laurel McBane has worked hard all her life to secure her dream – to be an award-winning baker. Now, her wedding cakes are as close as anyone can get to edible perfection, stunning creations that complement Mac’s beautiful photographs and Emmaline’s floral bouquets.
Because Laurel has worked so hard to overcome her tough upbringing, she is wary about letting anything, or anyone, get in the way of her work. But a slowly simmering chemistry with Parker’s brother Del has suddenly become too hot to ignore…”


“Pea Chamberlain needs help. Her shoes, hair clothes, make-up are all disasters and she really needs a makeover – especially if she wants to attract sexy fireman Griffin DeAngelo at the firemen’s masked ball. And who better to coax Pea out of her pod than the Goddess of Love, whom she invokes when she gets her hands on a book of enchantments.
Sure enough, Venus works her magic on Pea, which is what she has been doing for eons – helping others find love. But who will help the Goddess of Love when she finds herself falling head over heels for the same sexy fireman she is trying to land for Pea? Could it be that Venus needs a love makeover herself?”


"Robert Langdon, conceituado simbologista de Harvard, está em Paris para fazer uma palestra quando recebe uma notícia inesperada: o velho curador do Louvre foi encontrado morto no museu, e um código indecifrável encontrado junto do cadáver. Na tentativa de decifrar o estranho código, Langdon e uma dotada criptologista francesa, Sophie Neveu, descobrem, estupefactos, uma série de pistas inscritas nas obras de Leonardo Da Vinci, que o pintor engenhosamente disfarçou.
Tudo se complica quando Langdon descobre uma surpreendente ligação: o falecido curador estava envolvido com o Priorado de Sião, uma sociedade secreta a que tinham pertencido Sir Isaac Newton, Botticelli, Victor Hugo e Da Vinci, entre outros”


"Contra todas as expectativas, não só Katniss Everdeen venceu os Jogos da Fome, como pela primeira vez na história desta competição dois tributos conseguiram sair da arena com vida. Mas o que para Katniss e Peeta não passou de uma estratégia desesperada para não terem de escolher entre matar ou morrer, para os espectadores de todos os distritos foi um acto de desafio ao poder opressivo do Capitólio. Agora, Katniss e Peeta tornaram-se os rostos de uma rebelião que nunca esteve nos seus planos. E o Capitólio não olhará a meios para se vingar… O segundo volume da trilogia «Os Jogos da Fome» mantém um ritmo constante de adrenalina e promete tornar-se uma das leituras mais viciantes do ano”

E muito mais... Foi muito difícil escolher, por isso...
Apesar da J.R. Ward não se encontrar nesta lista deixo aqui a nota de que adorei os livros dela (Saga da Irmandade da Adaga Negra), mas foi-me difícil escolher um, não podendo apresentar aqui todos.

Não se esqueçam...


LIDOS EM 2011 :D

100 - "O Décimo Círculo" de Jodi Picoult (relido)
99 - "Brisingr" de Christopher Paolini (relido)
98 - "Eldest" de Christopher Paolini (relido)
97 - "Eragon" de Christopher Paolini (relido)
96 - "À Solta na Noite" de Sherrilyn Kenyon (relido)
95 - "O Símbolo Perdido" de Dan Brown
94 - "Anjos e Demónios" de Dan Brown
93 - "O Código Da Vinci" de Dan Brown
92 - "No Reino de Glome: Até Que Tenhamos Rostos" de C.S. Lewis
91 - "O Monte dos Vendavais" de Emily Brontë (relido)
90 - "Quem Ama Acredita" de Nicholas Sparks
89 - "Escravos do Amor" de Kate Pearce
88 - "Fumo Azul" de Nora Roberts
87 - "Os Jogos da Fome: Livro 3 - A Revolta" de Suzanne Collins
86 - "A Guerra dos Tronos" de George R.R. Martin
85 - "A Resistência - Ninguém Pode Decidir Por Ti" de Gemma Malley
84 - "Goddess of Legend" de P.C. Cast
83 - "Goddess of Troy" de P.C. Cast
82 - "Goddess of Love" de P.C. Cast
81 - "Os Jogos da Fome: Livro 2 - Em Chamas" de Suzanne Collins
80 - "Anjo Mecânico" de Cassandra Clare
79 - "Goddess of the Rose" de P.C. Cast
78 - "Se Eu Ficar" de Gayle Forman
77 - "Shiver - Um Amor Impossível" de Maggie Stiefvater
76 - "O Apelo da Lua" de Patricia Briggs
75 - "Happy Ever After" de Nora Roberts
74 - "Savour The Moment" de Nora Roberts
73 - "Bed Of Roses" de Nora Roberts
72 - "Paranormalidade" de Kiersten White
71 - "Casamento de Conveniência" de Madeline Hunter
70 - "Na Sombra do Sonho" de J.R. Ward
69 - "Cobiça" de J.R. Ward
68 - "A Cidade de Vidro" de Cassandra Clare (relido)
67 - "A Cidade das Cinzas" de Cassandra Clare (relido)
66 - "O Natal de um Predador da Noite" de Sherrilyn Kenyon (relido)
65 - "A Cidade dos Ossos" de Cassandra Clare (relido)
64 - "Desejar" de Carrie Jones
63 - "A Magia e o Cavaleiro" de Ruth Ryan Langan
62 - "A Traição" de Ruth Ryan Langan
61 - "Ligações Proibidas" de Cheryl Holt
60 - "Noites de Paixão" de Cheryl Holt
59 - "Do Fundo do Coração" de Nora Roberts
58 - "Uma Questão de Escolha" de Nora Roberts (relido)
57 - "Queimada" de PC & Kristin Cast
56 - "Tabu" de Jess Michaels
55 - "Goddess of Light" de P.C. Cast
54 - "Vision in White" de Nora Roberts
53 - "Goddess of Spring" de P.C. Cast
52 - "Now or Never" de Elizabeth Adler
51 - "Imortal" de Gillian Shields
50 - "Lealdade Mortal" de J.D. Robb
49 - "Pecados na Noite" de Sherrilyn Kenyon (relido)
48 - "O Despertar da Meia-Noite" de Lara Adrian
47 - "Traição de Sangue" de Charlaine Harris
46 - "Sangue Furtivo" de Charlaine Harris (relido)
45 - "Sangue Oculto" de Charlaine Harris (relido)
44 - "Clube de Sangue" de Charlaine Harris (relido)
43 - "Anjo Caído" de Lauren Kate
42 - "União" de Ally Condie
41 - "Evernight" de Claudia Gray
40 - "Claridade" de Alyson Noël
39 - "Encontro na Provença" de Elizabeth Adler
38 - "Dívida de Sangue" de Charlaine Harris (relido)
37 - "Sangue Fresco" de Charlaine Harris (relido)
36 - "Era Uma Vez Um Castelo"
35 - "Sedução na Noite" de Sherrilyn Kenyon (relido)
34 - "Inocência Perdida" de Nora Roberts
33 - "Conspiração Mortal" de J.D. Robb
32 - "Prazer na Noite" de Sherrilyn Kenyon (relido)
31 - "Amante de Sonho" de Sherrilyn Kenyon (relido)
30 - "Beastly" de Alex Flinn
29 - "Liga-me" de Sarah Mlynowski
28 - "Pretty Little Liars" de Sara Shepard
27 - "O Beijo Carmesim" de Lara Adrian
26 - "A Floresta de Mãos e Dentes" de Carrie Ryan
25 - "O Feitiço do Highlander" de Karen Marie Moning
24 - "A Rapariga do Capuz Vermelho" de Sarah Blakley-Cartwright
23 - "Crescendo" de Becca Fitzpatrick
22 - "Seduzida" de PC & Kristin Cast
21 - "A Luz do Fogo" de Sophie Jordan
20 - "Terra Sombria" de Alyson Noël
19 - "Na Sombra do Desejo" de J.R. Ward
18 - "Sou o Número Quatro" de Pittacus Lore
17 - "A Felicidade Mora ao Lado" de Jill Mansell
16 - "Os Maias" de Eça de Queirós
15 - "O Beijo da Meia-Noite" de Lara Adrian
14 - "Highlander: Amante Imortal" de Karen Marie Moning
13 - "O Highlander Negro" de Karen Marie Moning
12 - "O Beijo do Highlander" de Karen Marie Moning
11 - "Refém do Amor" de Nora Roberts
10 - "A Pensar em Ti" de Jill Mansell
9 - "Acheron" de Sherrilyn Kenyon
8 - "O Pântano da Meia Noite" de Nora Roberts
7 - "Três Destinos" de Nora Roberts
6 - "Hex Hall" de Rachel Hawkins
5 - "O Beijo das Sombras" de Richelle Mead
4 - "Julieta" de Anne Fortier
3 - "Contos da Meia Noite"
2 - "Louca por Compras" de Sophie Kinsella
1 - "A Solidão dos Números Primos" de Paolo Giordano

ADEUS 2011, OLÁ 2012

Mais um ano chega ao fim... Um ano que nos marcou de diversas maneiras e que para sempre estará nas nossas memórias.

Um ano que ficou marcado por coisas más como a grande crise que assola o nosso país e os grandes sacrifícios que daí vieram, diversas catástrofes naturais que puseram fim à vida de milhares, outras pessoas que partiram deste mundo por razões inexplicáveis...
Um ano marcado, também, por coisas boas - a união entre nações que fez com que diversas ditaduras fossem vencidas instalando-se a paz, um aumento da solidariede entre povos, reencontros e viagens ao passado, levou à concretização de alguns sonhos, criou laços ainda mais poderosos entre indivíduos, trouxe-nos muitas mais leituras :D ...
Por fim, um ano que irá deixar saudade: o término de uma das colecções mais famosas de todos os tempos - «Harry Potter» - cessando-se uma era literária e cinematográfica pertencente ao jovem feiticeiro e ao seu mundo; a chegada do último livro de Christopher Paolini que encerrou uma série de quatro livros muito amados pelos fãs de fantasia - «Ciclo da Herança»; a chegada do último livro da saga «Os Jogos da Fome» que ainda tem muito para nos mostrar ...

Agora só nos resta receber 2012, um ano que há muito é badalado, de braços abertos enfrentando o futuro e lutando para que este traga muitos frutos e que os nossos mais profundos desejos sejam concretizados, desde o mais básico até ao maior de todos.
Por isso, não vão a baixo com as notícias que nos apresentam os meios de comunicação. Aproveitem mais um ano e enfrentem tudo o que vier de cabeça erguida. E não se esqueçam, mais livrinhos estão para vir para nos adoçar a mente e o espírito. De qualquer maneira não vamos deixar de viajar...
Tirem-nos os livros, tirem-nos tudo!

BOM 2012 PARA TODOS!!!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Ciclo da Herança - “Eragon” de Christopher Paolini

Nº de páginas: 567
Preço (Bertrand): 12,90€
Editora: Gailivro
Colecção: 1001 Mundos
Ano de lançamento: 2006 (6ª edição)

“Quando Eragon encontra uma pedra azul polida na floresta, acredita que poderá ser uma descoberta bendita para um simples rapaz do campo: talvez sirva para comprar carne para manter a família durante o Inverno. Mas quando descobre que a pedra transporta uma cria de dragão, Eragon depressa se apercebe de que está perante um legado tão antigo como o próprio Império.
De um dia para o outro, a sua vida muda radicalmente, e ele é atirado para um novo e perigoso mundo de destino, de magia e de poder. Empunhando apenas uma espada legendária e levando os conselhos dum velho contador de histórias como guia, Eragon e o jovem dragão terão de se aventurar por terras perigosas e enfrentar inimigos obscuros dum Império governado por um rei, cuja maldade não conhece fronteiras.
Conseguirá Eragon alcançar a glória dos lendários heróis da Ordem dos Cavaleiros do Dragão?
O destino do Império pode estar nas suas mãos…”

O meu comentário:

Eragon era um simples camponês até que, quando se encontrava no meio de uma caçada, se deparou com um objecto que viria a mudar a sua vida para sempre – uma esfera azul que parecia uma pedra preciosa ou uma coisa do género.
Desejando conseguir dinheiro para alimentar a sua família, este acaba por tentar vendê-la em troca de carne, mas cedo lhe é recusado o pedido, visto que o seu achado não possui qualquer valor monetário.
Entretanto, o impensável acontece… Afinal o desconhecido objecto tratava-se de um ovo que acabou por eclodir dando origem a uma fêmea dragão a que o jovem acaba por dar o nome de Saphira, já que as suas escamas são de um profundo azul.
Tudo podia ser muito bonito e harmonioso, mas o aparecimento de Saphira só veio colocar Eragon e a sua família em grandes problemas – o ovo foi roubado ao próprio rei Galbatorix que agora deseja vingança, receando que a última fêmea da espécie não esteja ao seu alcance, visto que assim nunca poderá obter uma nova raça de dragões.
Depois de uns horrorosos seres virem em busca de Eragon acabando por matar o seu tio, este acaba por partir com Brom, um contador de histórias que afinal sabe mais sobre as fascinantes criaturas voadoras do que se crê, com o intuito de proteger a única criatura pertencente ao lado dos bons.
Brom, durante a viagem até aos Varden, um grupo de rebeldes que se refugiou nas montanhas, ensina a Eragon diversos pormenores relativamente aos Cavaleiros do Dragão, grupo a que pertenceu anteriormente, e à magia que este possui através do seu profundo laço com a sua agora melhor amiga.
Contudo, pelo caminho, depois de alguns encontros com diversos seres assustadores, o jovem acaba por se desviar da sua rota, devido aos pedidos de ajuda que recebe em sonhos de uma bela jovem denominada Arya.
Assim, este é atraído para o covil do inimigo, acabando por conseguir escapar, mas não sem sofrer uma terrível perda – o seu mentor é ferido mortalmente por um Espetro quando tentava salvar-lhe a vida.
Confrontado com a perda de mais uma pessoa que amava e que conhecia desde sempre, Eragon continua a sua viagem com Saphira e Arya com um maior fervor do que antes.
Aí este depara-se com uma grande comunidade que deposita toda a confiança no inexperiente jovem e na sua companheira, que, apesar da falta de conhecimento e de treino, têm um enorme laço afectivo a uni-los que poderá dar-lhes vantagem, sendo a principal fonte do seu poder.
Assim, depois da invasão do Espectro que aniquilou Brom e das suas tropas, Eragon e Saphira vão ser postos à prova tendo de dar tudo por tudo para não só salvarem os seus novos amigos, como também toda a população do Império que tem esperança na vinda de tempos melhores.
Depois do aparecimento de diversas séries de fantasia/ficção científica como «As Crónicas de Nárnia», «O Senhor dos Anéis» e «Harry Potter», um jovem escritor acabou por transmitir para o papel um mundo que via na sua cabeça, tendo nascido um novo reino onde os dragões não são um mito e onde um simples jovem de quinze anos pode mudar o destino de um povo.
Uma obra que adorei ficando para sempre na minha memória. Com passagens recheadas de acção, magia, dragões, amizade… e apesar das suas muitas páginas, trata-se de um livro muito fácil de ler que nos faz divagar para um outro mundo onde os nossos problemas não têm lugar.

“Uma obra-prima de grande talento”
The New York Times

“O Décimo Círculo” de Jodi Picoult

Nº de páginas: 350
Preço (Bertrand): 16,90€
Editora: Civilização Editora
Ano de lançamento: 2008

“Daniel Stone, autor de banda desenhada, nunca suspeitou nem por um momento que o mesmo rapaz que a sua filha de catorze anos, Trixie, amava pudesse infligir-lhe o pior dos males. Seria possível que o mesmo jovem que um dia tinha feito o rosto de Trixie encher-se de luz a tivesse drogado e depois violado? Ela afirma que foi o que ele fez, e basta isso para que Daniel, um homem que escondeu o seu passado até da sua família, se aventure a ir ao inferno e a voltar para proteger a sua filha.
Cheio de ilustrações deslumbrantes que reflectem a profundidade da sua angústia desta família, «O Décimo Círculo» é um romance cativante e absorvente que revela de uma forma brilhante o coração desesperado de uma jovem e do pai que tenta salvá-la”

O meu comentário:

Ficando minimamente desperta para esta escritora devido a uma conversa referentemente ao filme “Para a minha irmã” baseado num dos seus livros, acabei por ler esta obra que era a que se encontrava mais à mão.
Depois de a agarrar e ler a primeira página não a conseguir largar até ter chegado ao final, visto que os temas tratados são envolventes e marcantes ficando o escritor cada vez mais empolgado em saber como a dramática situação será resolvida.
Nesta história temos a personagem central Daniel Stone, um autor de banda desenhada, que vê a sua família a desmoronar-se: a sua única filha, uma adolescente de catorze anos, alega ter sido drogada e violada pelo seu namorado, um rapaz que sempre lhe pareceu boa pessoa; e a sua mulher, que sempre amou e por quem ainda sente um enorme carinho ao fim de tantos anos, andou a traí-lo nos últimos anos com um homem mais novo, um dos seus alunos, que ainda por cima vendia droga à sua filhota.
Ao início achei a obra previsível acabando com a punição do jovem e o divórcio do casal. Todavia, à medida que ia avançando no enredo, fui descobrindo que estava totalmente enganada.
Havendo incongruências nalguns pontos referentemente à violação, a polícia começa a investigar o caso, principalmente depois do jovem implicado ter aparecido sem vida, começando o leitor a aperceber-se de que algo ficou por contar e que Trixie não é tão inocente como faz parecer, podendo ter-se colocados em muitos maus lençóis.
Entretanto, os seus pais tentam superar o sucedido, voltando a aproximar-se superando uma traição que destruiu laços e criou uma grande fossa entre eles, encontrando um no outro a força para darem força à sua menina e terem razões para continuarem a enfrentar o dia a dia.
Assim, para além de dois temas muito chocantes, a violação e a traição, mais temas são abordados – a esperança, o perdão, a mentira…
E para ajudar uma pessoa a entender melhor a obra e a captar a atenção dos fãs de banda desenhada, utilizando-se uma analogia entre a dor de David que o separa da filha tentando resgatá-la da sua dor e o Inferno, estão presentes diversas páginas ilustradas onde este conta por desenhos o que está a passar.
Um livro que adorei, ficando desperta para a capacidade do perdão. Se estiveres mesmo lá em baixo não desesperes. Com o apoio dos teus verdadeiros amigos (os teus pais, outros familiares, amigos mais chegados) tudo poderá ser ultrapassado e laços fortes poderão ser reforçados ou mesmo criados.

“Picoult explora um assunto complexo de uma forma provocatória e clara e apresenta-nos um emocionante e inesperado final”

NOTA: Informo os leitores do blog que este livro pode conter partes chocantes de carácter sexual e físico que podem embaraçar os leitores ou deixá-los constrangidos. Outros podem achar este tema um pouco forte.

DISPONÍVEL - "Spirit Bound" de Christine Feehan

"Lethal undercover agent Stefan Prakenskii knew a thousand ways to kills a man—and twice as many ways to pleasure a woman. That’s what made him look forward to his new mission: arrive in the coastal town of Sea Haven and insinuate himself in the life of an elusive beauty who had mysterious ties to his past, and a link to a dangerously seductive, and equally elusive master criminal who wanted only one thing: to possess her.
Judith Henderson was an artist on the rise—an ethereal, and haunted woman whose own picture-perfect beauty stirred the souls of two men who have made her their obsession. For years she has been waiting for someone to come and unlock the passion and fire within her—waiting for the right man to surrender it to. But only one man can survive her secrets, and the shadow she has cast over both their lives"

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Predadores da Noite - “À Solta na Noite” de Sherrilyn Kenyon

Nº de páginas: 264
Preço (Bertrand): 18,85€
Editora: Chá das Cinco
Ano de lançamento: 2011

“Wren Tigarian era apenas uma cria órfã quando foi levado para o Santuário. Muitos vêem-no como uma aberração – uma mistura proibida de duas espécies, pelo que se tornou um solitário, isolando-se tanto do contacto com os Predadores do Homem como com os humanos. Até conhecer Marguerite Goudeau.
Filha de um notável senador dos EUA, Marguerite detesta a farsa social em que é obrigada a viver. Contudo, não tem outra opção senão tentar adaptar-se a um mundo onde se sente uma estranha.
O mundo dos humanos nunca devia contactar com o dos Predadores do Homem, que habitam a seu lado, invisíveis, desconhecidos, indecifráveis. Mas para que possa proteger Marguerite, Wren terá de combater não apenas os humanos que nunca aceitarão a sua natureza animal, como também os Predadores do Homem que o querem ver morto. É uma corrida contra o tempo num mundo de magia sem fronteiras que lhes poderá custar não apenas a vida, mas a alma…”

O meu comentário:

Neste nono volume da série, o mundo dos Predadores do Homem está de volta depois de nos ter sido apresentado em «Jogos na Noite».
Desta vez o protagonista trata-se de um Katagaria muito especial – filho de um tigre e uma leopardo das neves este possui a capacidade de se optar por uma dessas raças, pela mistura das duas (forma híbrida/mutante) e pela forma humana.
Graças a esse facto, não sendo aceite pelos seus irmãos Tigarian e Pardalia, este sempre foi uma pessoa reservada não se relacionando com outros seres, sendo poucas as palavras que dirige e tendo os “amigos” escolhidos a dedo.
Entretanto, certo dia, como forma de honrar a memória do seu amigo Nick Gautier (o antigo escudeiro de Kyrian para os mais esquecidos) Marguerite e o seu grupo magnata de colegas de estudo resolvem deslocar-se ao Santuário um bar que o desaparecido sempre apreciou. Aí os caminhos de Wren e da jovem cruzam-se…
Pela primeira vez, o misterioso “homem” sempre acompanhado pelo seu amigo macaco fica atraído por uma mulher desejando poder acasalar e ter uma vida recheada de amor e esperança, algo que nunca teve.
Assim, sem darem conta do sucedido os dois mergulham num romance que irá colocar em perigo não só as suas vidas, mas também algumas pessoas mais próximas.
Depois de alguns meses sem contactar com este espectacular mundo criado por Sherrilyn Kenyon, que ainda por cima possui maior parte dos homens mais atraentes da literatura, já estava com saudades dos nossos amigos Predadores da Noite, Predadores do Homem e afins. Assim, já tendo lido por alto esta obra em inglês há uns anos, não resisti em adquirir esta edição portuguesa da chancela Chá das Cinco, devorando-a, não descansando até atingir, infelizmente, a última página.
Quem já conhece o trabalho desta autora não ficará nada surpreendido já que esta continua a trazer-nos:
1 – Homens bonitos :D
2 – As relações mais escaldantes com muito romance à mistura e muitos momentos mais picantes :o
3 – Personagens com passados dramáticos que nos levam a dar valor à sorte que temos e que nos fazem pensar na vida ficando com remorso
4 – Passagens cheias de mistérios e acção / As melhores lutas de sempre entre raças
5 – E muito mais…
Por isso já sabem, se adicionarem «À Solta da Noite » à vossa wishlist ou à vossa biblioteca não se vão arrepender. E tenham atenção, no final do próximo mês (Janeiro de 2012) vai chegar às livrarias o novo romance desta autora denominado «O Lado Negro da Lua» onde nos será apresentado um Predador do Homem que se tornou Predador da Noite.

“É um mundo cruel para os Predadores. O perigo espreita em cada esquina. Não há ninguém em quem possam confiar. Ninguém que possam amar. Não se quiserem continuar vivos…”

NOTA: Informo todos os leitores que esta obra pode conter conteúdo sexual que pode ferir a sensibilidade de algumas pessoas. Se se acha preparado para desfrutar das suas páginas a responsabilidade é sua (dirigido aos mais jovens)

Aqui poderá aceder a um excerto da obra

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

“O Símbolo Perdido” de Dan Brown

Nº de páginas: 571
Preço (Bertrand): 24,95€
Editora: Bertrand Editora
Ano de lançamento: 2009

“Aquilo que se perdeu será encontrado…
Washington, D.C.: Robert Langdon, simbologista de Harvard, é convidado à última hora para dar uma palestra no Capitólio. Contudo, pouco depois da sua chegada, é descoberto no centro da Rotunda um estranho objecto com cinco símbolos bizarros. Robert Langdon reconhece-o: trata-se de um convite ancestral para um mundo perdido de saberes esotéricos e ocultos.
Quando Peter Solomon, eminente maçom e filantropo, é brutalmente raptado, Langdon compreende que só poderá salvar o seu mentor se aceitar o misterioso apelo.
Langdon vê-se rapidamente arrastado para aquilo que se encontra por detrás das fachadas da cidade mais poderosa da América: câmaras ocultas, templos e túneis. Tudo o que lhe era familiar se transforma num mundo sombrio e clandestino, habilmente escondido, onde segredos e revelações da Maçonaria o conduzem a uma única verdade, impossível e inconcebível.
Trama de histórias veladas, símbolos secretos e códigos enigmáticos, tecida com brilhantismo, «O Símbolo Perdido» é um thriller surpreendente e arrebatador que nos surpreende a cada página”

O meu comentário:

Infelizmente tudo tem de ter um término e a famosa trilogia protagonizada por Robert Langdon, da autoria de Dan Brown, não é uma excepção, acabando por obter o seu final com a obra «O Símbolo Perdido».
Depois de ter amado «O Código Da Vinci» e suspirado com «Anjos e Demónios» não foi muito difícil tomar a decisão de que deveria continuar a acompanhar o famoso simbologista nas suas aventuras. Assim, lá acabei por ter a oportunidade de trazer comigo para casa a continuação e o encerramento dessas duas obras.
Ao início, admito com muita sinceridade que não estava a gostar muito do livro achando-o muito aborrecido, sendo colocado num patamar muito inferior aos anteriores: as personagens escondiam muitos pormenores não nos deixando perceber a história, alguns temas abordados não eram do meu conhecimento ficando muito confusa, não entendia a razão de todo aquele aparato…
Porém, passando-se mais ou menos metade da obra, quando Katherine se junta a Langdon ajudando-o a decifrar a pirâmide o enredo dá uma volta de 180 graus – começa o verdadeiro mistério, cheio de anagramas, metáforas, alegorias, sendo o leitor transportado para outro tempo e outra dimensão, estando como que com as personagens ajudando-as a desvendar outros dos grandes mistérios da humanidade.
Não posso deixar de expressar o meu contentamento por uns dos códigos utilizados na obra ser do meu conhecimento, tendo sido muito fácil para mim entendê-lo, ficando logo totalmente radiante por finalmente ter descoberto algo digno de Robert Langdon. Depois de todos aqueles anagramas em «O Código Da Vinci» e afins que davam comigo em doida…
Antes de me despedir desejando-vos umas óptimas entradas em 2012 (que muitos dizem ser o final deste mundo e o início de uma nova era), vou só deixar a minha ordem de preferência referentemente a estas três obras que tanto me encantaram (do melhor para o pior): O Código Da Vinci – Anjos e Demónios – O Símbolo Perdido.
Já agora, não se esqueçam que no próximo ano vai começar a ser produzido o filme baseado nesta obra. Quem gostou dos anteriores já sabe…

“O segredo mais extraordinário e chocante é aquele que se esconde diante dos nossos olhos…”

NOVIDADE - "The Witness" de Nora Roberts

Disponível dia 17 de Abril

"Daughter of a controlling mother, Elizabeth finally let loose one night, drinking at a nightclub and allowing a strange man's seductive Russian accent lure her to a house on Lake Shore Drive. The events that followed changed her life forever.
Twelve years later, the woman known as Abigail Lowery lives on the outskirts of a small town in the Ozarks. A freelance programmer, she designs sophisticated security systems and supplements her own security with a fierce dog and an assortment of firearms. She keeps to herself, saying little, revealing nothing. But Abigail's reserve only intrigues police chief Brooks Gleason. Her logical mind, her secretive nature, and her unromantic viewpoints leave him fascinated but frustrated. He suspects that Abigail needs protection from something and that her elaborate defenses hide a story that must be revealed"

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

“Anjos e Demónios” de Dan Brown

Nº de páginas: 582
Preço (Bertrand): 19,13€
Editora: Bertrand Editora
Ano de lançamento: 2005 (2ª edição)

“Depois do imenso sucesso alcançado por «O Código Da Vinci», a Bertrand apresenta um novo bestseller de Dan Brown, «Anjos e Demónios».

Quando um famoso cientista do CERN é encontrado brutalmente assassinado, o professor de simbologia Robert Langdon é chamado para identificar o estranho símbolo gravado no peito do cientista. A sua conclusão é avassaladora: a marca é de uma antiga Irmandade chamada Illuminatti, supostamente extinta há séculos e inimiga da Igreja Católica.
Em Roma, o Colégio dos Cardeais está reunido para eleger um novo Papa quando se apercebe de que foram raptados quatro cardeais; ao mesmo tempo a Guarda Suíça é informada de que uma perigosa arma está na Cidade do Vaticano com o propósito de a destruir. Robert Langdon, ajudado por Vittoria Vetra, cientista do CERN, procura desesperadamente a antimatéria no meio das intricadas pistas deixadas pelos Illuminatti, lutando contra o tempo para salvar o Vaticano”

O meu comentário:

Depois de ter ficado totalmente rendida com a obra «O Código Da Vinci», que, como já referi, é posterior a esta, não resisti em continuar a minha viagem pelos mistérios mais escondidos da Humanidade.
Apesar de já ter visualizado o filme baseado neste livro há um ano, achei a obra muito interessante ficando a conhecer alguns pormenores referentes aos Illuminatti e ao Caminho da Iluminação que totalmente desconhecia, ficando elucidada para um lado menos feliz desta irmandade secreta. Porém, acho que depois de ter percorrido as apaixonantes páginas da obra que nos conta o grande segredo de Maria Madalena, fiquei um pouco desiludida com «Anjos e Demónios» não me prendendo tanto ao início.
Todavia, para grande surpresa minha, o livro lá acabou por se afastar imenso do filme, havendo mesmo pontos desiguais que levaram a desfechos um pouco diferentes.
Entretanto, um facto que me deixou um pouco triste foi eu saber que o que estava a acontecer era antes da viagem de Langdon a França, já sabendo que entre ele e Vittoria, a cientista do CERN que em tudo é diferente da do filme, as coisas não iam resultar realmente, visto que eu gostei mesmo muito da rapariga, ficando totalmente deliciada com o romance presente no último capítulo.
Contudo, não achando esta obra tão interessante como a que li anteriormente, como já referi acima, acho que vale mesmo a pena ser lida. Também temos que perceber que esta se trata do primeiro trabalho do autor, sendo como uma espécie de treino que certamente irá levar a volumes cada vez mais complexos, reveladores e apaixonantes.
Antes de iniciar a leitura de «O Símbolo Perdido», prometendo-vos deixar posteriormente a minha opinião, faço-vos um apelo: apesar de não haver grandes linhas em comum entre «Anjos e Demónios» e «O Código Da Vinci», acho que não deviam lê-los ao contrário como eu fiz. Se quiserem ler esta colecção da autoria de Dan Brown, protagonizada por Robert Langdon, leiam pela verdadeira ordem em que foi publicada – «Anjos e Demónios», «O Código Da Vinci» e «O Símbolo Perdido».

“Uma antiga Irmandade secreta, uma nova e devastadora arma de destruição. Um alvo inimaginável”

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

“O Código Da Vinci” de Dan Brown

Nº de páginas: 536
Preço (Bertrand): 18,13€
Editora: Bertrand Editora
Ano de lançamento: 2004

“A Bertrand edita «O Código Da Vinci», um impressionante êxito mundial em que Dan Brown se revela um génio criativo não só a nível do suspense mas também da própria complexidade do enredo. «O Código Da Vinci» é uma obra simultaneamente vertiginosa, inteligente e intricadamente recheada de elementos científicos e de pormenores inesperados. Das primeiras páginas à imprevisível e surpreendente conclusão, Dan Brown, autor de outros best-sellers, prova ser um exímio contador de histórias.

Robert Langdon, conceituado simbologista de Harvard, está em Paris para fazer uma palestra quando recebe uma notícia inesperada: o velho curador do Louvre foi encontrado morto no museu, e um código indecifrável encontrado junto do cadáver. Na tentativa de decifrar o estranho código, Langdon e uma dotada criptologista francesa, Sophie Neveu, descobrem, estupefactos, uma série de pistas inscritas nas obras de Leonardo Da Vinci, que o pintor engenhosamente disfarçou.
Tudo se complica quando Langdon descobre uma surpreendente ligação: o falecido curador estava envolvido com o Priorado de Sião, uma sociedade secreta a que tinham pertencido Sir Isaac Newton, Botticelli, Victor Hugo e Da Vinci, entre outros”

O meu comentário:

Depois de há uns anos ter visualizado o filme intitulado «O Código Da Vinci», de um momento para o outro, surgiu-me um enorme bichinho que me levou a resgatar este livro da sua solitária estadia na biblioteca da minha escola, desfrutando das suas páginas, que me deixaram totalmente rendida e extasiada com o enredo.
Apesar de já conhecer a principal linha de acontecimentos da história, que nem é má retratada no filme, a leitura deste primeiro volume de Brown editado pela Bertrand Editora (que afinal é precursor a «Anjos e Demónios», tendo a editora trocado a ordem dos dois volumes), não se tornou nada aborrecido, sendo muito complicado conseguir interromper a leitura por diversos momentos, visto que a história torna-se tão aliciante que os leitores se perdem no enredo, não querendo parar as suas divagações, querendo sempre prosseguir na narrativa.
Sendo uma pessoa interessada em alguns assuntos históricos com um toque de mistério, acho o tema e a história por detrás da história totalmente interessante, não conseguindo perceber como o autor conseguiu contactar e chegar a algo muito rebuscado, que nos faz por em causa os ideais da religião Cristã, apoiando-se nalguns pormenores que até ao momento ninguém reparara.
A quem caberia na cabeça aquela análise tão pormenorizada do quadro «A Última Ceia» de Leonardo Da Vinci? E se formos mesmo analisar o quadro, os pormenores estão lá... Não é uma total invenção! O próprio autor, afirma nas notas que todos os factos referidos no livro são reais e não saíram da sua cabeça.
Outra coisa que fez com que ficasse totalmente perplexa foi com a capacidade de resolução de diversos anagramas… Como a partir da frase “So Dark The Con Of Man”, invertendo a ordem se chega a “Madonna Of The Rocks”, um famoso quadro de Da Vinci?
Como podem ver, fiquei mesmo encantada com este autor. Ele é mesmo um génio! Não é por nada que já vendeu muitos exemplares das suas 5 obras a nível mundial, sendo estas consideradas best-sellers.
Assim, sendo também o enredo escrito um pouco diferente no retratado no filme, visto que possui mais pormenores, não consigo resistir e lá vou ler os restantes livros onde Langdon, o famoso historiador, é a personagem principal, esperando que vocês também façam o mesmo.

“Uma verdade escondida durante séculos é finalmente revelada!”

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

“No Reino de Glome: Até Que Tenhamos Rostos” de C.S. Lewis

Nº de páginas: 256
Preço (WOOK): 16,50€ [esgotado]
Editora: Cavalo de Ferro
Ano de lançamento: 2007

“«Agora já estou velha e não temo a fúria dos deuses… irei escrever neste livro tudo aquilo que uma pessoa que é feliz não se atreveria a escrever. Vou acusar os deuses, especialmente o deus da Montanha Cinzenta. Vou contar tudo o que ele me fez, como se estivesse a apresentar a minha acusação perante um juíz.
Eu sou Orual, a filha mais velha de Trom, rei de Glome»

O reino de Glome, situado nas montanhas, na fronteira com a antiga Grécia, é uma terra bárbara onde se segue o culto obscuro à cruel deusa do amor, Ungit, e do seu filho, o deus da montanha, a quem os gregos chamam Afrodite e Cupido. Quando Trom, o rei, casa novamente e dessa relação nasce Psique, a sua irmã mais velha, a princesa Orual, está longe de imaginar que esse nascimento irá modificar a sua vida e o curso da história.
Psique é de uma beleza inigualável, tão bela, inteligente e bondosa que o povo se esquece do culto a Ungit. A deusa enraivecida, exige que a princesa seja oferecida em sacrifício ao deus da montanha, mas ninguém poderia antecipar o que se iria seguir… Em breve os segredos escondidos na montanha irão ser revelados e Glome não voltará a ser o mesmo”

O meu comentário:

Nunca tendo sido uma fã de C.S. Lewis, sendo partidária de que a sua famosa colecção «Crónicas de Nárnia» nada tem de especial, ficando muito atrás dos próprios filmes baseados nestas, foi muito arriscado ter começado a ler este livro que certo dia encontrei numa promoção num centro comercial, tendo de pagar a módica quantia de 3€.
Agora, praticamente dois aos depois, numa fase em que as opções de leitura eram poucas, lá acabei por o ir salvar ao fundo da estante e, depois de ter percorrido as suas páginas, posso dizer que mais valia não o ter feito.
Tendo sempre sido uma grande admiradora de mitologia e nunca tendo tido um profundo conhecimento sobre Eros (mais conhecido com Cupido) e Psique, uma mortal, nalgumas versões vista como uma semi-mortal, fiquei mesmo muito desiludida com este trabalho que alguns críticos comparam com J.R.R. Tolkien, o grande autor da famosíssima trilogia «O Senhor dos Anéis».
Acho que as principais razões que me levaram a não gostar da obra foram: o facto da narradora ser a meia-irmã de Psique, que, tendo um rosto desfigurado, era rebaixada por todos, sofrendo muitos males, não tendo os leitores um verdadeiro contacto com a relação entre estas duas figuras mitológicas; e o facto de a história avançar mesmo muito lentamente, deixando-nos o leitor totalmente aborrecidos, tratando-se algumas passagens de informações totalmente desnecessárias à história.
Assim, o que podem concluir do meu comentário, é que o livro não vale mesmo a pena, devendo centrarem as vossas atenções noutras obras pertencentes a um leque mais interessante, que não nos façam sentir como se estivéssemos a perder o nosso tempo.

“Na escrita de Lewis o mito, conservando todo o seu antigo fascínio, ganha novos significados, nova profundidade, novos terrores”
Saturday Review

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

NOVIDADE - "Fair Game" de Patricia Briggs

Disponível dia 6 de Março

"They say opposites attract. And in the case of werewolves Anna Latham and Charles Cornick, they mate. The son-and enforcer-of the leader of the North American werewolves, Charles is a dominant alpha. While Anna, an omega, has the rare ability to calm others of her kind.
Now that the werewolves have revealed themselves to humans, they can't afford any bad publicity. Infractions that could have been overlooked in the past must now be punished, and the strain of doing his father's dirty work is taking a toll on Charles"

NOVIDADE - "Balthazar: An Evernight Novel" de Claudia Gray

Disponível dia 6 de Março

"For hundreds of years, the vampire Balthazar has been alone—without allies, without love.
When Balthazar agrees to help Skye Tierney, a human girl who once attended Evernight Academy, he has no idea how dangerous it will be. Skye’s newfound psychic powers have caught the attention of Redgrave, the cruel, seductive master vampire responsible for murdering Balthazar and his family four centuries ago. Now Redgrave plans to use Skye’s powers for his own evil purposes.
Balthazar will do whatever it takes to stop Redgrave and exact his long-awaited revenge against his killer. As Skye and Balthazar stand together to fight him, they grow closer—first unwillingly, then undeniably. Balthazar realizes his lonely world could finally be changed by her. . . .
In a story filled with forbidden love and dark suspense, one of the most beloved characters in Claudia Gray’s New York Times bestselling Evernight series will captivate readers with his battle to overcome his past and follow his heart"

NOVIDADE - "A Perfect Blood" de Kim Harrison

Disponível dia 21 de Fevereiro

"New York Times bestselling author Kim Harrison returns to the Hollows with the electrifying follow-up to her acclaimed Pale Demon!
Ritually murdered corpses are appearing across Cincinnati, terrifying amalgams of human and other. Pulled in to help investigate by the I.S. and the FIB, former witch turned day-walking demon Rachel Morgan soon realizes a horrifying truth: a human hate group is trying to create its own demons to destroy all Inderlanders, and to do so, it needs her blood.
She’s faced vampires, witches, werewolves, demons, and more, but humanity itself might be her toughest challenge yet"

NOVIDADE - "Time Untime" de Sherrilyn Kenyon

Disponível dia 7 de Agosto

"The Mayans aren’t the only ones with a 2012 prophecy . . . Long before recorded history, there was a warrior so feared that everyone trembled before his wrath. Only a brutal betrayal by the one closest to him could defeat him. But not even death was the end of a man so strong.
The Time Untime approaches . . .
Kateri Avani has been plagued her entire life with dreams she doesn’t understand. Images of places she’s never been and of a man she’s never seen. Her quest for answers has driven her to Las Vegas where she hopes to finally silence the demons in her mind"

NOVIDADE - "Celebrity in Death" de J.D. Robb

Disponível dia 21 de Fevereiro de 2012

"Lieutenant Eve Dallas is no party girl, but she's managing to have a reasonably good time at the celebrity-packed bash celebrating The Icove Agenda, a film based on one of her famous cases. It's a little spooky seeing the actress playing her, who looks almost like her long-lost twin. Not as unsettling, though, as seeing the actress who plays Peabody drowned in the lap pool on the roof of the director's luxury building. Now she's at the center of a crime scene-and Eve is more than ready to get out of her high heels and strap on her holster and step into the role she was born to play: cop"

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

DISPONÍVEL - "Clockwork Prince" de Cassandra Clare

"The situation at the London Institute has never been more precarious. With Mortmain and his clockwork army still threatening, the Council wants to strip Charlotte of her power and hand the running of the Enclave over to the unscrupulous and power-hungry Benedict Lightwood.
In the hope of saving Charlotte and the Institute, Will, Jem, and Tessa set out to unravel the secrets of Mortmain’s past—and discover unsettling Shadowhunter connections that hold the key not only to the enemy’s motivations, but also to the secret of Tessa’s identity. Tessa, already caught between the affections of Will and Jem, finds herself with another choice to make when she learns how the Shadowhunters helped make her a “monster.” Will she turn from them to her brother, Nate, who has been begging her to join him at Mortmain’s side? Where will her loyalties—and love—lie? Tessa alone can choose to save the Shadowhunters of London…or end them forever"

DISPONÍVEL - "Ruthless" de Sara Shepard

"For years scandal has rocked Rosewood, Pennsylvania—and high school seniors Aria, Emily, Hanna, and Spencer have always been at the center of the drama. They've lost friends, been targeted by a ruthless stalker named A, and narrowly escaped death. And it's not over yet.
Aria's love life is on the fritz. Emily's exploring her wild side. Hanna's kissing the enemy. And someone from Spencer's past—someone she never thought she'd see again—is back to haunt her.
But none of that compares to what happened last spring break. It's their darkest secret yet and guess who found out? Now A is determined to make them pay for their crime, and the only thing scarier than A is the fear that maybe, just maybe, they deserve what's coming to them"

“O Monte dos Vendavais” de Emily Brontë

Nº de páginas: 320
Preço (Bertrand): 16,15€
Editora: Presença
Ano de lançamento: 2009

“«O Monte dos Vendavais» é uma das grandes obras-primas da literatura inglesa. Único romance escrito por Emily Brontë, é a narrativa poderosa e tragicamente bela da paixão de Heathcliff e Catherine Earnshaw, de um amor tempestuoso e quase demoníaco que acabará por afectar as vidas de todos aqueles que os rodeiam como uma maldição. Adoptado em criança pelo patriarca da família Earnshaw, o senhor do Monte dos Vendavais, Heathcliff é ostracizado por Hindley, o filho legítimo, e levado a acreditar que Catherine, a irmã dele, não corresponde à intensidade dos seus sentimentos. Abandona assim o Monte dos Vendavais para regressar anos mais tarde disposto a levar a cabo a mais tenebrosa vingança. Magistral na construção da trama narrativa, na singularidade e força das personagens, na grandeza poética da sua visão, nodoso e agreste como a raiz da urze que cobre as charnecas de Yorkshire, O Monte dos Vendavais reveste-se da intemporalidade inerente à grande literatura.”

O meu comentário:

Numa época em que muitos jovens não dão a importância devida à leitura e, até mesmo, à própria literatura, muitos clássicos deixam de ser admirados e muitos autores caiem no esquecimento. No meu caso, tendo sempre sido uma leitora incansável, não resisti em levar comigo para casa uma das obras pertencentes à rica cultura literária inglesa.
Tratando-se da única obra publicada por Emily Brontë, «O Monte dos Vendavais» sempre foi alvo de um enorme carinho por parte dos amantes desta autora e deste estilo literário, sendo Catherine e Heathcliff duas personagens já muito conhecidas, até mesmo por aqueles que não apreciam desfrutar das palavras, mas que se dizem grandes apreciadores de cinema («Wuthering Heights» tem sido alvo de grandes e variadas adaptações cinematográficas).
Eu, Joana Filipa, admitindo ser uma pessoa que acredita no amor verdadeiro, ou seja, uma verdadeira romântica no sentido conceptual da palavra, facilmente fui encantada pelo enredo da história, principalmente depois de já ter lido muitas obras romanescas dos finais do século XVIII, inícios do séculos XIX («Jane Eyre» de Charlotte Brontë, «Orgulho e Preconceito» de Jane Austen …).
Como podem perceber, sendo uma romântica, como já referi, facilmente fiquei cativada com o relacionamento tão invulgar entre os dois protagonistas, torcendo para que estes alcançassem a paz e a felicidade que tanto cobiçavam. Porém, usando um pouco o ponto de vista de Ricardo Reis, o destino não se encontrava do seu lado, acabando Catherine por optar casar-se com o cavalheiro rico, homem esse que não amava, decisão essa que me deixou totalmente encolerizada.
Todavia, não sendo já a tristeza muito grande, o destino voltou a fazer das suas levando o alvo de todas as atenções de Heathcliff a partir deste mundo.
A partir desse momento, fiquei totalmente presa à história, desesperando por descobrir a grande vingança do homem louco e esperando que a bela filha da falecida e de Linton, Cathy, não fosse implicada nesse mesmo esquema.
Depois de muitas atribulações, o dono do Monte dos Vendavais lá acaba por conseguir o que mais deseja, mas, ao se aperceber do amor existente entre a sua afilhada e o rapaz que sempre viu como um filho, Hareton, desespera pela presença da sua amada, acabando por também partir deste mundo, conquistando o seu lugar ao lado de Catherine Earnshaw Linton como tanto desejava.
Por fim, deixo aqui uma nota de que recomendo a leitura deste livro, salvaguardando o sexo masculino, que não é grande apreciador de romances, preferindo os livros de aventuras, fazendo um apelo a que esta nova geração, a minha geração, ganhe hábitos de leitura e que consiga ver em «O Monte dos Vendavais» a grande qualidade literária que eu encontrei, mentalizando-se que esta não é, propriamente, uma obra com um enredo feliz, preparando-se para se emocionarem um pouco, tal como aconteceu comigo.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

DISPONÍVEL - "Desejo" de J.R. Ward

"Isaac Rothe é um assassino, desertor do exército e por isso, manter-se nas sombras é a única maneira de sobreviver. Ao fugir do seu antigo chefe, é preso e o seu futuro fica nas mãos da bela defensora oficiosa, Grier Childe. A forte atração que existe entre eles pode ser fatal.
Continuando a sua missão, Jim Heron deve salvar a alma desse soldado. E, ainda, enfrentar um jogo sexual perverso com o demónio Devina. O desejo dela por Jim levará ambos a um caminho sem regresso, onde apenas um deles poderá vencer.
Isaac deve decidir se o soldado que existe nele é capaz de acreditar que o amor é a melhor arma para vencer esta batalha e livrar-se do seu passado sombrio"

DISPONÍVEL - "O Medo do Homem Sábio: Parte 2" de Patrick Rothfuss

"Agora em O Medo do Homem Sábio, Dia Dois das Crónicas do Regicida, uma rivalidade crescente com um membro da nobreza força Kvothe a deixar a Universidade e a procurar a fortuna longe. À deriva, sem um tostão e sozinho, viaja par Vintas, onde, rapidamente, se vê enredado nas intrigas políticas da corte. Enquanto tenta cair nas boas graças de um poderoso Nobre, Kvothe descobre uma tentativa de assassínio, entra em confronto com um Arcanista rival e lidera um grupo de mercenários, nas terras selvagens, para tentar descobrir quem ou o quê está a eliminar os viajantes na estrada do Rei.
Ao mesmo tempo, Kvothe procura respostas, na tentativa de descobrir a verdade sobre os misteriosos Amyr, os Chandrian e a morte da sua família. Ao longo do caminho Kvothe é levado a julgamento pelos lendários mercenários Adem, é forçado a defender a honra dos Edema Ruh e viaja até ao reino de Fae. Lá encontra Felurian, a mulher fae a que nenhum homem consegue resistir, e a quem nenhum homem sobreviveu… até aparecer Kvothe"

domingo, 27 de novembro de 2011

DISPONÍVEL EM FEVEREIRO...

"Querido Diário,
O
Não sei o que hei-de fazer. O Matt está na prisão. O Damon levou a Bonnie para a Dimensão das Trevas. E a Meredith… Logo a Meredith, que se vem a saber possuir mais segredos do que nós todas juntas. Como pude não me aperceber de tanta coisa em relação a ela? A única coisa que eu e o Stefan temos é medo. O demónio que tu conheces…

Com a ajuda do fascinante e tortuoso Damon, Elena salvou o seu amor, Stefan, das profundezas da Dimensão das Trevas. Mas nenhum dos irmãos regressou incólume. Stefan encontra-se fraco devido ao longo tempo que esteve aprisionado e necessita de mais sangue do que aquele que Elena lhe pode dar, enquanto uma estranha magia transformou Damon num humano. Selvagem e desesperado, Damon fará tudo para voltar de novo a ser vampiro, incluindo viajar de regresso ao inferno. Mas o que poderá acontecer quando, acidentalmente, levar Bonnie consigo?"

sábado, 26 de novembro de 2011

“Quem Ama Acredita” de Nicholas Sparks

Nº de páginas: 285
Preço (Bertrand): 18,17€
Editora: Presença
Ano de lançamento: 2005

“Jerry March vive em Nova Iorque, é um jornalista científico que trabalha para a «Scientific American». O seu talento especial para desmistificar fenómenos paranormais fraudulentos faz dele uma personalidade pública e conceituada. O cepticismo é, naturalmente, uma das suas características. Agora, aí vai ele a caminho da Carolina do Norte, aonde alguém o chamou, da pequena localidade de Boone Creek, para esclarecer um fenómeno de luzes misteriosas que à noite têm sido vistas sobre um velho cemitério meio arruinado. Jeremy está convencido que lhe bastará apenas uma semana para desvendar o caso. Porém não espera que irá encantar-se com aquela pequena comunidade que o recebe calorosamente nem sobretudo com a bela e enigmática proprietária da única livraria ali existente. Ela disponibiliza-lhe gentilmente um gabinete onde ele pode pesquisar documentos antigos. A aproximação é inevitável, mas ambos sofreram amargas desilusões no passado. Jeremy, que passou por um divórcio, e Lexie, que se deixou envolver em dois casos amorosos que a deixaram fundamente magoada, vão ter de se confrontar com escolhas arriscadas se quiserem ficar juntos. Lexie está fortemente enraizada na sua comunidade e, além disso, não quer abandonar Doris, a avó que a criou e por quem nutre um imenso carinho. Estará Jeremy disposto a deixar Nova Iorque para ficar com a sua amada? Será ele capaz de encontrar em si a fé em algo como um grande amor?”

O meu comentário:

Depois de ter ficado mais de um ano sem ler alguma obra deste autor, não resisti em voltar a desfrutar das suas palavras, numa obra que se trata da décima que este publicou. Tratando-se da primeira que atingiu os dois algarismos (10ª obra), este é um pouco diferente de todas as anteriores que li até ao momento…
Desta vez o protagonista trata-se de um jornalista científico que resolveu enveredar por um caminho pouco comum – este desmascara factos sobrenaturais, supostamente inexplicáveis pela própria ciência.
Depois de ter descoberto o esquema de uma famoso médium televisivo, este acaba por se decidir em apostar num caso mais simples respondendo a uma carta que o convidava a descobrir a causa do mistério das luzes. Assim, este parte para Boone Creek, uma pequena comunidade situada na Carolina do Norte, onde irá experienciar algo que irá mudar a sua vida…
Ao chegar ao seu destino este depara-se com uma terra muito antiga onde as pessoas ainda têm o costume de irem conversar para o café coscuvilhando a vida de todas as outras pessoas, ficando logo com uma ideia de que se veio meter no meio do nada, num local completamente diferente de Nova Iorque, desejando partir o mais próximo possível.
Contudo, quando se encontrava a visitar o famoso cemitério assombrado pela primeira vez, ele depara-se com uma mulher que lhe tira o fôlego e que, aparentemente, não se encontra interessada. Porém, Jeremy não consegue tirar a bela rapariga de olhos violeta, desejando encontrá-la no futuro.
Depois do inesquecível encontro, este parte ao encontro de Doris, a dona do bar local e a responsável pela sua viagem, descobrindo todos os pormenores do passado da localidade, sendo enviado à biblioteca local com o intuito de aprofundar os seus acontecimentos.
Aí o destino parece estar do seu lado acabando por se encontrar com a misteriosa mulher que acaba por descobrir tratar-se de Lexie, a neta da mulher com quem esteve há poucos minutos.
Lexie, ao deparar-se com este e apercebendo-se dos seus olhares, tenta afastar-se do belo homem tendo medo de se magoar novamente, visto que já se encontrou numa situação semelhante, tendo o seu companheiro partido para a cidade sem se despedir.
Porém, à medida que ambos se vão conhecendo melhor, uma faísca começa a criar-se entre ambos acabando por se começarem a apaixonar um pelo outro. O problema é que depois de Jeremy acabar a sua pesquisa este irá partir para a Grande Maçã e a jovem nunca poderá acompanhá-lo, visto que não imagina uma vida sem a sua avó e a terra em que cresceu.
Assim, as coisas tornam-se complicadas e cabe ao jornalista tomar uma decisão. Decisão essa que não é mesmo nada fácil, principalmente depois de ter sofrido profundamente aquando do seu divórcio ao ser abandonado pela sua companheira quando descobriram que ele podia não ser capaz de ter filhos.
Para ajudar a situação, ao desvendar o mistério do velho cemitério de Bonne Creek, Jerry descobre algo que o magoa e que leva a uma grande discussão que pode decidir o destino infeliz de ambos os protagonistas.
Uma obra de Sparks muito interessante, que me cativou principalmente por ter um tema um pouco diferente e nada usual nos seus romances – desde quando é que Nicholas fala de coisas sobrenaturais?
Fiquei foi muito impressionada por este não me ter posto foi a chorar. Até agora não tinha lida uma obra da sua autoria que não tenha trazido as lágrimas aos olhos… Talvez estes facto se deva à não existência de nenhuma morte. Porém, houve momentos que me deixaram um pouco arrepiada, principalmente aquando das zaragatas entre o casal protagonista, que teve de passar por muito, tendo receio de se voltarem a magoar.
Também compreendi totalmente o problema de se decidir como é que ia ser a relação deles se houvesse um futuro – Lexie tinha a amada avó, a única parente viva, e o local onde cresceu não tendo coragem do abandonar, Jeremy tinha uma a grande cidade, Nova Iorque, onde consegue ter acesso a tudo, onde vivem os seus amigos e onde tem oportunidades profissionais.
Felizmente, essas dificuldades vão acabar por ser ultrapassadas, deixando-nos o final do livro com esperança e ansiosos pela leitura da obra «À Primeira Vista», onde há a continuação da história destes enamorados, história essa que terá reservada alguma desgraça, por isso aí não irão escapar as lágrimas. Agora só falta esperar pela oportunidade para lê-la…

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

NOVIDADE - "The Vampire Diaries: Stefan's Diaries - The Asylum"

Disponível dia 17 de Janeiro de 2012.

"The hunters become the hunted...
Driven from their hometown of Mystic Falls, both Stefan Salvatore and his brother, Damon, arrived in Europe looking for a fresh start. But Samuel, a wealthy and cunning vampire, has other plans for them. First he ruined Stefan’s peaceful existence and now he’s framing Damon for the most gruesome murders London has ever seen.
United against their common enemy, Stefan and Damon are stunned when they realize that the source of Samuel’s rage lies in their past—tied up with the woman who forever changed their lives. Haunted by the memory of Katherine, the brothers find that their uneasy alliance is tested. Can they overcome their rivalry to defeat Samuel before he exacts his final revenge?"

NOVIDADE - "Fated" de Alyson Noël

Disponível dia 22 de Maio de 2012.

"Lately strange things have been happening to Daire Santos. Animals follow her, crows mock her, and glowing people appear out of nowhere. Worried that Daire is having a nervous breakdown, her mother packs her off to stay in the dusty plains of Enchantment, New Mexico with a grandmother she’s never met.
There she crosses paths with Dace, a gorgeous guy with unearthly blue eyes who she’s encountered before... but only in her dreams. And she’ll get to know her grandmother—a woman who recognizes Daire’s bizarre episodes for what they are. A call to her true destiny as a Soul Seeker, one who can navigate between the worlds of the living and the dead. Her grandmother immediately begins teaching her to harness her powers—but it’s an art that must be mastered quickly. Because Dace’s brother is an evil shape-shifter who’s out to steal her powers. Now Daire must embrace her fate as a Soul Seeker and find out if Dace is one guy she’s meant to be with... or if he’s allied with the enemy she’s destined to destroy"

Grande novidade :D

A editora Planeta, para grande felicidade de muitos leitores e leitoras, avançou com uma notícia que deixou todos os fãs de Clary e Jace em pulgas: é já em Fevereiro de 2012 que será publicado o mais recente volume da saga Caçadores de Sombras, certamente sendo baptizado com o nome «Cidade dos Anjos Caídos».
Comecem já a fazer contas à vida... Ainda por cima vem aí o Natal!

Triste notícia...

No passado dia 21 de Novembro, na Irlanda, deu-se a perda de mais uma famosa escritora reconhecida no nosso país.
Anne McCaffrey faleceu, aos 85 anos, no seu lar irlandês, deixando para trás uma legião de fãs e um conjunto de livros conhecidos por todo o mundo.
A sua mais famosa saga trata-se dos Cavaleiros de Dragões de Pern, colecção essa que foi editada pela 1001 Mundos no nosso país (o primeiro volume está comentado aqui no blog).
Uma assídua defensora dos direitos das mulheres e da igualdade entre os sexos e uma das primeiras mulheres a contribuir para a categoria Ficção Científica, certamente irá deixar saudades, deixando nas nossas mãos um conjunto de obras que farão com que a sua memória perdure.

DISPONÍVEL - "Dei-te o Melhor de Mim" de Nicholas Sparks


"Este novo e aclamado romance de Nicholas Sparks conta a história emocionante de Amanda e Dawson, dois adolescentes envolvidos na mágica experiência do primeiro amor. Contudo, sob a pressão familiar e social, são obrigados a seguir vidas distintas. Somente vinte e cinco anos mais tarde voltam a encontrar-se, por altura da morte do único homem que tinha protegido o jovem casal apaixonado. E se para ambos o amor de outrora se revela intacto, confrontam-se inevitavelmente com as escolhas feitas e os compromissos assumidos. Qual então o sentido daquele encontro, se nada podia mudar o passado?"